Quem sou eu

Roland Barthes estava certo. E se não, (des)escreva-me.