Poesia

És como um poema
Versos sem rima
Cortante, duro e sem metáforas

Chegaste seca
Nua, crua
Como a vida
A aquebrantar-me o coração
Penha, penhasco profundo
Aberto pelas tuas mãos
Intrépidas
Machado e cinzel a moldar-me o corpo
Enternecido pela rigidez do teu corpo
Pedra de esmeril.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s