Poesia

Foi Golpe!

Golpe
Foi Golpe!
De marreta
Nela
Fora Golpe
De todo dia
Matando filhos
De Donas Marias
Tiro de Golpe
De Estado
No favelado
É golpe
Saindo dos corpos deles
Nas escolas
Faltam canetas
Mas não faltam tiros de escopetas
Chega de golpe
Fora o temer
Nas praças de um maio
Que nunca chega ao fim.
©Aline Djokic, 2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s