Poesia

Cálida Calisto

Cálida Calisto
Queimava inquietante
A chama no peito

Artemisa lhe tirava o ar
Arfava pela deusa ardentemente

Temor terrível nos olhos seus
Morte inalterável nos braços de Zeus

Calisto perambulante
Busca pelo filho
Incessante

No firmamento
Sob o gelo constante
Chama estuante.

©Aline Djokic, 2017

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s