Poesia

Romântica

Quando o nosso amor morrer
Que se desfaça em mil pedaços
E que eu te atormente a mente
Me espelhando em cada caco

Que a tua falta me faça
Querer tirar a própria vida
Que o desejo se transforme em chaga
Que as lágrimas não hão de sanar

Que os nossos corpos
Não se encontrem em outros
Que sem vida desejem ansiosamente a morte
Com a qual sucumbiríamos novamente
Em orgasmos múltiplos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s